Crítica – ‘Rampage’ ação eletrizante mas derrapa na história

Postado em
Atualizado em

Categoria: Artigos, Filmes, Review

Compartilhe:

Rampage ( Destruição Total), dirigida por Brad Peyton, traz ao público ficção e ação, baseado no divertidíssimo jogo Rampage onde incluía três monstros diferentes, no filme não foi diferente, as espécies destroem edifícios, causando pânico na cidade, onde agentes do exército tentam conter estas criaturas.

O longa protagonizado por  Dwayne Johnson, vive o primatologista solitário, mantém uma amizade com os primatas em especial o George, um gorila extremamente inteligente e dócil que está sob os seus cuidados desde o seu nascimento. Porém algo dá errado, o experimento genético não autorizado, recai sobre George que o torna em uma criatura feroz e gigantesca.

O plot acima é bem comum em filmes de ação e não passa disso. Cena ou outra temos humor entre Davis Okoye (Johnson) e o primata George, o que dá uma quebrada nas cenas de suspense.

A história gira em torno das criaturas com a genética alterada, Okoye e a cientista que tentam de alguma forma a recuperação da cura para estes colossos, o que cabe ao protagonista a tentativa de tranquilizar a fera, por se ter laços afetivos com o primata. Mesmo durante o embate entre as criaturas, The Rock é apenas um humano entre a briga destes gigantes que estão em busca do som que tanto perturbam os animais e neste meio termo, estão as pessoas em Chicago sobrevivendo a todo custo.

O filme trouxe algumas estranhezas ao público, mas nada que não tenhamos visto no jogo Rampage, como no jogo não se tinha um roteiro, no filme tiveram a liberdade de criar uma história bem morna e rasa, sabemos a dificuldade que é transportar os games para as telonas, são raros os filmes que conseguem sucesso nessas duas mídias com a mesma história.  O interessante do longa são as cenas de ação, que foram muito bem conduzidas por Johnson com sua pitada de humor mais ação e a interação dele com outros personagens, o que mostra o quão importante ele é na indústria de entretenimento. Dwayne Jonhson é um dos atores mais bem pagos de Hollywood e é o nome certo para chamar atenção em qualquer projeto, com seu carisma, ele conseguiu tirar risadas do público em algumas cenas e quando o assunto é quebrar tudo, por favor chamem o The Rock, graças a ele e a sua atuação eclética, Rampage se tornou divertido em alguns momentos.

Vale a pena?

Rampage é um filme com ação do início ao fim, com atuações fracas em relação aos outros atores inseridos na história, mas que consegue divertir e nos mostrar a qualidade do cinema de ação, mesmo com animais criados em computação gráfica, notamos o balanço entre o real e CGI, as criaturas parecem realmente destruindo a cidade no embate entre gigantes, se você está em busca de um filme divertido e com muita ação, vale a pena conferir no cinema pois o tamanho da tela e a qualidade do áudio vão fazer valer as quase duas horas de filme e quem não gosta de gigantes quebrando tudo, junto com The Rock?

nota: 7,0

COMENTÁRIOS

Loading Facebook Comments ...