“ASSUSTADOR” e “IMERSIVO”, Jornalista fica ATERRORIZADA ao jogar Death Stranding

Postado em
Atualizado em

Categoria: Games

Compartilhe:

Vibe de Silent Hill, terror cósmico e ambientação noturna extremamente assustadora. Estes são somente os relatos !inciais. Confira  todos os detalhes.

Enquanto no Brasil ocorre a maior feira de games da América Latina, a tradicional BGS 2019 – na Austrália, aconteceu hoje (10) durante a PAX Australia a primeira sessão de testes de Death Stranding – e a primeira reação foi ATERRORIZANTE!

O furo veio do portal Sausageroll, onde a jornalista Erina Rose após conseguir alguns minutos com o título desenvolvido pela Kojima Productions, relatou uma experiência macabra com a ambientação do game.

Sim, Death Stranding me deu pesadelos! Nunca em meus 20 e poucos anos de jogo, eu me senti tão desesperada e perdida ao jogar um game. E não tem nada a ver com a mecânica do jogo, mas com o próprio mundo. Os ambientes em Death Stranding são como “geradores de pesadelos”. O mundo em Death Stranding é realmente lugar estranho. Imagine a cena:

Você está caminhando em um planeta alienígena quase estéril, sem conhecimento de que tipo de vida ele abriga. É um mundo aberto enorme, com amplos espaços abertos e você está completamente exposto. Quando a noite cai, você começa a ouvir sons assustadores, mas não faz ideia do que são. Você tenta procurar sinais de perigo, mas uma névoa espessa lentamente começa a te sufocar. O som fica mais alto e você força os olhos para ver se consegue enxergar alguma coisa e, eis que parece haver algo flutuando na névoa, e na sua direção, devo acrescentar. Não sei o que é isso, não sei o que fazer, eu só surtei e joguei meu controle para o meu amigo. Essa é a minha experiência em poucas palavras.

Não bastasse as reações iniciais, Rose ainda acrescenta:

A ambientação de Death Stranding é uma das mais assustadoras e imersivas que já experimentei em um videogame. Embora o mundo possa parecer estéril e sem vida, nunca parece que você está realmente sozinho… e é aterrorizante. Você não sabe o que sairá dos locais que você visita, e parece que existe essa presença maior que a vida constantemente observando você através das nuvens do friggen! Parece que Hideo Kojima pegou a vibe de Silent Hills e adicionou esteroides.

Eu estou afirmando: ele ganhará o Jogo do Ano. Mas talvez eu precise encontrar alguém para me fazer companhia enquanto jogo. O jogo literalmente me traumatizou; Tive um pesadelo por estar presa em um planeta alienígena após apenas 15 minutos de jogo… e nem acho que [Death Stranding] seja um survival-horror (horror de sobrevivência)! Talvez eu estivesse muito aterrorizada por ser jogada aleatoriamente no meio do jogo, sem contexto, sem ideia de história ou explicações dos muitos seres do jogo.

Death Stranding prega a sensação de horror cósmico, parecia que eu fui jogada em meio a um conto de H.P. Lovecraft.

Death Stranding chega exclusivamente para Playstation 4 no dia 8 de Novembro

COMENTÁRIOS

Loading Facebook Comments ...
Very Traffic