Análise | Xiaomi Mi Note 10 traz design, câmera e bateria que se combinam bem

Postado em
Atualizado em

Categoria: Review, Tecnologia

Compartilhe:

O Xiaomi Mi Note 10 foi apresentado no Brasil este ano, ele é um intermediário da marca chinesa, mas que combina design, câmera e bateria em um único aparelho. Confira agora a nossa experiência com o Mi Note 10.

Conteúdo da Embalagem

 

 

 

O Mi Note 10 possui um conjunto de 5 câmeras, bateria enorme, sensor de impressão digital na tela, uma bela construção, além de ser um dos primeiros smartphones a carregar um sensor de 108MP.
A primeira impressão é bem agradável, ele possui uma tela com curvas, a sua construção é bem resistente e a sua bateria não deixa a desejar, é uma das melhores do seguimento. O celular mede  157,8 x 74,2 x 9,7 mm, consequentemente ele é um pouco mais pesado – são 208g para aguentar uma bateria 5.260mAh suportando carga rápida de 30W, muito maior que smartphones topo de linha disponibilizados no mercado. Ele acompanha o processador Snapdragon 730G, um ótimo otimizador de energia e na fluidez na utilização da MIUI 10.
A sua tela é bem resistente, mas apresentou algumas marcas de uso após um tempo, ele possui na frente e na traseira Gorilla Glass 5, mas vale lembrar que o Gorilla Glass é vidro, e pode ocasionar estas marcas. Se quer deixar ele protegido, o ideal seria uma película, porém com a tela curva acaba dificultando encontrar a ideal.
Em baixo contém uma entrada USB-C e para alegria de muitos, a entrada P2 continua lá, sabemos que é um dos poucos celulares no mercado que nos dá a opção de utilizar fones com fio na entrada P2, já que muitos utilizam o par de fone na entrada USB-C ou até mesmo via wireless, o Bluetooth 5.0 tem uma boa conectividade, não tivemos problemas em conectá-lo a uma caixa de som ou nos fones de ouvido sem fio da Samsung. Do lado direito temos o botão liga / desliga e um botão de volume, que são de fácil acesso e na altura correta para a utilização com apenas uma mão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Mi Note 10 possui display AMOLED com resolução 1080 x 2340 curvado em 3D de 6,47 polegadas, características que lembram muito um topo de linha, embora a tela não seja tão saturada, mas ainda assim mantém uma ótima qualidade para um smartphone intermediário da marca chinesa.
Como mencionamos com uma tela curva, ele ficou bem confortável de manipular, mas tome cuidado ele é um pouco escorregadio, utilize ele com capa de proteção. Ainda na parte frontal a câmera está centralizada na parte superior com um entalhe discreto, não atrapalhando de forma alguma o conteúdo exibido. O Mi Note 10 conta com uma lente grande angular de 108MP, duas teleobjetivas de 5MP e 12MP, uma lente ultragrande angular de 20MP.
Ele pode ser encontrado nas lojas de departamento pelo valor oficial R$ 3999, até o fechamento deste review.

 

 

  • Display: 6.47″
  • Sistema Operacional: Android 10 MIUI V11.1.2
  • Resolução: 1080 x 2340px
  • Capacidade: 128 GB 6 GB RAM
  • Cartão de Memória: Não
  • Tecnologia de Rede: GSM / HSPA / LTE

 

 

Bateria

Sem dúvidas sua bateria de 5.260mAh é um ótimo atrativo, principalmente para quem fica longe do carregador por muito tempo, a bateria é 59% maior que a do Iphone 11, superou muito celular topo de linha.
Fizemos alguns testes, tanto para quem utiliza funções básicas, quanto para aqueles que não largam o celular por nada. Para uma pessoa que usualmente utiliza o celular com funções básicas, ele segura facilmente um dia e meio ou até dois dias, para os usuários mais “agressivos” a bateria chega a durar um dia completo, e o que nos chamou bastante atenção que mesmo utilizando os recursos como vídeo e redes sociais a porcentagem reduziu muito pouco.
A Xiaomi uniu o útil ao agradável, bateria e tempo de carregamento, mesmo com a bateria grande o carregador de 30W é impressionante, se você é uma daquelas pessoas que esquecem de carregar o aparelho durante a noite, este carregador consegue carregar em tempo recorde.

Câmera

O principal recurso do Xiaomi Note 10 é sua câmera: o sensor principal de 108MP embarcado em um celular intermediário e que tira fotos incríveis, características vistas somente em celulares topo de linha trouxe um toque inovador na marca e que está registrada na parte traseira do aparelho, registrando a identidade do telefone.

Com cores incrivelmente vivas e que podem ser ampliadas para visualização dos detalhes, o sensor de 108MP não deixa perder a resolução depois da foto pronta, posteriormente você pode editá-las, até mesmo cortá-las. Suas imagens ficam melhores com a luz natural, não que o modo noturno não seja bom, mas ainda faltam algumas melhorias, principalmente no software.
Quando você decide utilizar o modo de 108 MP, prepare-se, pois ele precisa de um tempo para processar a imagem, além de comprometer o armazenamento, os arquivos ficam enormes, mas este é o modo para alguns cenários, durante o dia a dia recomendamos utilizar o modo comum de foto.

A próxima câmera que vamos falar é a de 12MP, ela também registra ótimas imagens, e possui uma gama de modos, não conseguiremos citar todos, é interessante explorar. Ao abrir a câmera principal você tem a opção de escolher a lente que você irá utilizar. No modo retrato ela automaticamente aciona o zoom 2x e não tem como tirar, ela aplica automaticamente o modo desfoque de fundo, as fotos tiradas neste modo detectam o objeto de forma confiável.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Logo após vem o zoom 5x utilizado para tirar fotos de longo alcance, ele consegue fechar distâncias muito bem, no entanto as fotos não ficam tão boas, o resultado final fica sem brilho e um pouco granulada. É mais fácil utilizar o sensor de 108MP e cortar a foto posteriormente, o resultado fica acima da média.

No sensor wide ele perde um pouco da qualidade, principalmente em luz artificial, mas continua sendo a melhor escolha para paisagens. Sentimos uma grande diferença na câmera macro, as fotos ficam bastante granuladas, é bom utilizá-la apenas para alguns experimentos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na parte frontal, o Xiaomi Mi Note 10 possui uma câmera de 32MP, é uma ótima câmera para selfies, possui cores balanceadas, e o software do dispositivo é capaz de identificar e desfocar fundos, no entanto quando for utilizar a primeira vez retire todos os filtros de fábrica para ter um melhor aproveitamento.


O modo noturno não impressiona, ele ainda necessita de atualizações e melhorias, mas você consegue realizar imagens e guardar o momento durante a noite.

Em termos de qualidade de vídeo, você pode gravar até 4K 30fps, mas notamos que a qualidade fica excelente quando gravamos em 1080 60fps. Existem alguns modos de imagem ou vídeo que alguns usuários aproveitarão ao máximo, alguns já muito conhecido pelos usuários, como o modo câmera lenta. Utilizamos o modo vídeo curto para a pessoa filmar a si mesma, fazendo vlogs é bem interessante para postar em redes sociais e também não ocupa tanto espaço na memória.

Desempenho

Como já citamos ele vem equipado com o processador Snapdragon 730G, não seria uma disputa justa compará-lo a um chipset topo de linha, pois trata-se de um celular intermediário e o foco é o equilíbrio entre processamento e consumo de energia.
Ele veio otimizado para jogos, boas imagens e um ótimo consumo de bateria. Jogamos Horizon Chase e COD mobile ele aproveita ao máximo o processador, não tivemos problemas de travamentos. A experiência com a tela foi muito agradável e fluida, é uma boa escolha para quem procura um celular para jogar.
O alto falante do MI Note 10 oferece áudio de boa qualidade com volume suficiente, ele é ótimo para ouvir músicas, assistir séries, vídeos no youtube, o som é cristalino, mas contém apenas uma saída que fica ao lado do microfone na parte inferior do telefone, acidentalmente você pode acabar abafando com a mão na hora das jogatinas.

Durante os testes recebemos uma atualização da MIUI V11.1.2 que trouxe o Android 10 com muitas melhorias e funcionalidades, deixando também o sistema mais fluido. O Xiaomi Mi Note 10 vem com alguns aplicativos pré-instalados, isso pode ser um pouco chato para algumas pessoas, mas alguns são bem úteis como por exemplo o gerenciador de arquivos, gravador de tela, digitalizador, rádio FM e MI remote, vai de gosto. Em geral, a interface do telefone é bastante rápida para navegar.
O sensor de impressão digital na tela não é ultrassônico, mas funciona muito bem, o desbloqueio facial também está presente, porém não é tão seguro utilizar este modo, não é um problema só do Mi Note 10, mas sim Android no geral, recomendamos utilizar o sensor biométrico.

 

 

  • Conjunto de câmeras
  • Bateria
  • Qualidade do painel.

 

 

  • Fragilidade do vidro da tela frontal
  • Posicionamento da câmera macro.

 

 

 

Para quem procura economia de energia, um bom conjunto de câmeras aliados com o desempenho, o Xiaomi Mi Note 10 é uma ótima escolha, mas que ainda afasta muitos brasileiros é o preço final.

Nota: 8,5

COMENTÁRIOS

Loading Facebook Comments ...
Very Traffic