Análise | Far Cry 6 mantém a fórmula, porém de forma mais divertida

Postado em
Atualizado em

Categoria: Artigos, Games, Review

Compartilhe:

Far Cry está de volta, será que o sexto episódio foi tão impactante quanto os anteriores? Confira nosso review:

A Ubisoft anunciou Far Cry 6 e logo de cara, chamou atenção pois o vilão da vez, é ninguém menos que Giancarlo Esposito que no game, da vida ao ditador Antón Castillo, o game se passa em Yara, versão alternativa de Cuba.

Conhecendo Yara

A captação de movimento presente nos personagens, ficaram ótimas, Giancarlo com certeza entrou no hall da fama dos vilões conhecidos dos jogos de Far Cry, a ilha está muito bem representada e a luta contra o regime apresentada, faz parte da maioria das missões, já que você acaba fazendo parte do grupo chamado Libertad, o foco é ajudar as pessoas em Yara, além de recrutar novas pessoas de outros grupos que estão mais enfraquecidos.

Mas Far Cry 6 não traz apenas este pano de fundo para o game, ele pegou todas as possibilidades apresentadas nos anteriores, como exemplo personalização de personagem e equipamento e aumentou de forma satisfatória. Esqueça que seu personagem não tem carisma ou até mesmo nem fale durante a aventura, você consegue interagir com todos da ilha de forma muito mais natural e uma coisa importante nos jogos, você tem personalidade.

Assim como Far Cry 5, você pode escolher se quer jogar como Dani Rojas mulher ou homem, embora não possa personalizar sua aparência. Dani é um órfão que foi alistada nas forças armadas de Yara, então conhece as pessoas que lutam pelo El Presidente e pelo país – e sabe que nem todos são bandidos.

O mapa de Far Cr 6 é enorme, a Ubisoft continua fazendo um ótimo trabalho em seus jogos no quesito interação com o mapa, existem várias missões secundárias bem divertidas e que rendem além de aumento do seu nível no jogo, ele também ajuda a encontrar itens que vão ajudar sua aventura. Mesmo a história sendo boa, o game mostra a mesma fórmula dos anteriores, você começa como uma pessoa sem muita sorte na vida, mas que ao longo de sua jornada, se torna o heróis contra um vilão sádico. Uma mecânica que já vimos em outros jogos da empresa, é que agora você pode guardar sua arma e passar por locais sem chamar muita atenção como por exemplo alguma base inimiga, basta não entrar em áreas vermelhas do mapa e que não faça nada violento que consegue ao menos localizar os inimigos e realizar sua missão de forma mais furtiva ainda, mas é claro que se você quiser, pode realizar a missão utilizando todo seu maquinário que o jogo oferece, inclusive os carros.

Sobre o enredo e gameplay

Juan Carlos, um guerrilheiro veterano, irá ensiná-lo sobre suas regras de guerrilha sobre como ser um guerrilheiro e ter sucesso na guerra de guerrilha. É repetitivo, sim, e típico de como o jogo trata seus revolucionários como caricaturas, mas ele pelo menos dá a você um grande trocador de jogo: o Supremo. Esta arma vai ser sua melhor aliada nos momentos mais difíceis do game, já que se você estiver cercado, basta ativá-la para o show de pirotecnia começar. No geral, o combate está tão bom como nunca. Você pode se esgueirar e eliminar os inimigos com combates corpo a corpo ou tiros na cabeça, ou usar todas as armas e Supremos em chamas. Você pode modificar as armas nas bancadas de trabalho, adicionando melhores miras, supressores e tipos de munição à mistura, bem como alterar sua aparência e adicionar pequenos encantos.

Juan também vai te mostrar como a “Gambiarra” funciona, nada mais é do que coletar itens na em Yara, para personalizar todo seu armamento como citamos acima.

Transporte foi algo que melhorou e muito em Far Cr 6, você não tem apenas os veículos avistados na rua, agora existe a possibilidade de avançar no mapa com cavalos, eles não possuem a melhor mecânica de cavalgada nem nada do tipo, mas são uma das melhores formas de locomoção na ilha, já que se dão bem em ruas planas e também dentro da vegetação, vale a pena dar uma chance ao Pé de Pano e descobrir novas raças. Existem pontos que estão marcadas em verde no mapa, ao levar o veículo ou até mesmo seu cavalo, você deixa ele gravado nestes pontos para chamá-los quando quiser, mas uma parte que chamou minha atenção e gostei foi a de customizar seu veículo pessoal, você pode chamar a hora que quiser que uma pessoa pode levá-lo em qualquer ponto da ilha, a customização vai desde a parte visual, até mesmo com parte militar e também melhorar a defesa e até mesmo o ataque dele, as missões secundárias podem te entregar veículos que valem a pena, a viagem em Yara ficará muito mais divertida e descobrir cada canto dela, vai valer a pena com estes veículos, eles vão desde os terrestres, até mesmo aviões, helicópteros e veículos marinhos também.

Você também vai querer destruir armas antiaéreas ao encontrá-las, caso contrário, não será capaz de voar ao redor de Yara – ou progredir na história em algumas seções. Ainda existem as missões habituais de caça de animais também, e novos baús de criptograma que levam a equipamentos exclusivos.

Claro que os “Parças” estão disponíveis em Far Cry 6, eles são aqueles fieis ajudantes, onde cada um vem com algum benefício, um deles vocês puderam conhecer nos vídeos de gameplay de anuncio do game, o fiel cachorrinho Chorizzo, Chicharrón o galo bravo, e Guapo, o crocodilo, este é o parça que você vai alistar primeiro.

Após progredir um pouco na história, você consegue conhecer seu primeiro acampamento, agora existe a possibilidade de melhorá-lo de acordo com seus recursos, a câmera fica em terceira pessoa e você não consegue pular quando estiver dentro dele, ao menos consegue ver melhor a personalização que você fez em seu personagem.

Não quero que este review tenha nada da história, mas com certeza você vai saber que está jogando Far Cry pois muita coisa muda durante suas horas em Yara.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Versões de Far Cry 6

Nosso review foi na versão de PC, jogamos com uma NVIDIA 2080 TI os gráficos ficaram lindos com efeitos de nova geração, mas acreditamos que por ser um game de mundo aberto, não poderia ter um grau muito alto nestes efeitos, vale lembrar que estamos praticamente no início da nova geração de jogos e no PC, temos a possibilidade de ver a melhor parte gráfica até o momento, claro que esbarramos por um bug ou outro durante a jogatina, mas não vale a pena citá-los, pois jogamos uma versão antecipada, que receberá um update em seu dia de lançamento, pretendo atualizar esta parte, contando as melhorias, se caso algum bug surgir, vamos contar para vocês, mas no geral achamos o game bem otimizado.

Sem dúvida Far Cry é o jogo mais bonito de todos já lançados, mas mantém a mesmo a fórmula como citamos anteriormente, acredito que este possa ser o último com os mesmo moldes, já que o próximo terá muito mais recursos da atual geração de jogos.

Jogamos muitas horas do game, sabemos que este estilo, demanda bastante tempo além de ser muito divertido explorar o mapa todo, vale ressaltar que atualizações estão agendadas para trazer mais conteúdos aos jogadores, vamos continuar nossa aventura em Far Cry 6 além deste review e futuramente trazer mais conteúdo dele, você também pode acompanhar em nosso canal oficial da Twitch.

Vale a pena?

Se você for fã da franquia, vale muito a pena, já que a história desses jogos, acabam se cruzando em algum momento, vale a pena conhecer mais sobre o protagonista e essa infinidade de personagens que você vai encontrar durante sua aventura em Yara, mas vale ressaltar que não é um primor no quesito gráficos e nem espere mecânicas muito diferentes em relação aos anteriores.

Nota: 8,0

COMENTÁRIOS

Loading Facebook Comments ...