Resenha | The Boys o olhar SOMBRIO dos Super-Heróis!

Postado em
Atualizado em

Categoria: Review

Compartilhe:

The Boys, estreou dia 26 de julho com exclusividade na Amazon Prime e já se tornou o seriado mais maratonado do serviço.


Eles são super-heróis gerenciados por uma corporação chamada Vought, ela quem define os seus uniformes, redes sociais, marketing e se algo der errado com os garotos – a Vought também cuida da imagem dos super-heróis.

O que significa a palavra herói?

‘Herói é o termo atribuído ao ser humano (ou não) que executa ações excepcionais, com coragem e bravura, com o intuito de solucionar situações críticas, tendo como base princípios morais e éticos’.

Mas será que estes requisitos fazem parte deste elenco? Baseado em uma história em quadrinhos, chamada The Boys, a série é para maiores de 18 anos e o show de horror é bem esquisito, mas muito bem retratado.

Você pode colocar preço em uma vida humana?

Para o grupo sim, se isso lhes custar a sua imagem, haja o que houver nada é mais importante.
Os Sete são ferramentas nas mãos de uma grande corporação focada em dinheiro e poder, pois eles querem introduzir os heróis no exercito.
Eles parecem não se importar com a vida humana, e o resgate de humanos ficam sempre em segundo plano, e o cinismo de alguns personagens mesmo depois de uma tragédia é impactante, pois temos isso também na vida real.
No meio da temporada Homelander e Queen Maeve, percebem que não há como salvar um avião em colisão, ele cita três tentativas e os possíveis erros que podem ser fatais aos passageiros, e pra ele não é vantajoso resgatar uma fração destes indivíduos, pois ele pode ficar com a sua imagem “manchada”.
Mais tarde, ele usa o acidente de avião como um argumento para deixar os super-heróis entrarem nas forças armadas, porque soldados poderosos custam bilhões na folha de pagamento da empresa.

E se Super Heróis fossem reais?

Situado em um mundo onde heróis possuem as mesmas fraquezas dos humanos, sejam carnais ou falta de empatia com os mais fracos, onde apenas seu título de herói e dinheiro importam.
Cada um dos integrantes dos Sete é uma versão de membros da Liga da Justiça da DC, especificamente os gostos e personalidades de Super-homem, Mulher Maravilha, o Flash e Aquaman.
No início do primeiro episódio Jack Quaid interpreta o personagem Hughie fã de heróis, que tem sua vida revirada por um dos membros do Sete que ocasiona a morte de sua namorada, após este fato sua percepção dos heróis muda drasticamente e ele quer apenas justiça.
Billy Butcher interpretado por Karl Hurban, descobre o fato e vai pessoalmente ao encontro do Hughie para juntos descobrirem os segredos destes pseudos heróis.
Um romance entre Hughie e a nova recruta Seven Starlight é bem delicado, a integrante é pura em suas ações, ela é apenas uma garota do interior com poder de controlar a luz e que passa maus bocados com The Deep colega de grupo.

Durante toda a história acontecem muitas revelações e muita ação, que não queremos estragar a experiência daqueles que ainda não assistiram.
Na maior parte do tempo os heróis abusam de cinismo, excesso de poder, violência e ações irresponsáveis. Este tipo de seriado que aborda a arrogância de qualquer ser nos causam medo e um desconforto em conhecer o lado sombrio das pessoas, mesmo sabendo que isto existe.
São apenas oito episódios e todos são importantes e interligados, vale lembrar que durante a SDCC 2019 a série mesmo antes de sua estreia já foi renovada para a segunda temporada.

Nota: 9,0

 A primeira temporada de ‘The Boys’ já está disponível exclusivamente na Amazon Prime Video

 

 

COMENTÁRIOS

Loading Facebook Comments ...
Very Traffic