Análise | Pagan Min: Control traz a mesma fórmula com nova história

Postado em

Categoria: Artigos, Games, Review

Compartilhe:

Far Cry 4 nos apresentou um insano vilão, mas o game não caiu tanto na graça dos jogadores como o título anterior, porém Pagan Min não fica atrás de todos os outros já lançados, confira nossas impressões da DLC de Far Cry 6 que nos conta um pouco da história de outro vilão da franquia.

Gameplay

O mapa está bem fiel ao já visto em Far Cry 4, mas agora com gráficos reformulados e é claro, uma área reduzida do que estamos acostumados aos games da série, o intuito é exatamente como na primeira DLC do Vaas, são memórias e muita ilusão que percorrerá seu caminho nesta DLC que como a anterior, você levará no máximo umas 3 horas para coletar tudo que precisa e conhecer a história a fundo, os itens podem ser usados na história principal de Far Cry 6.

Não notamos muitas diferenças em relação a primeira, cheguei a conclusão que este pacote de DLC’s é realmente para o fã da série Far Cry e também dos vilões icônicos que apareceram durante os games anteriores. Já que as histórias são parecidas, mas colocam o vilão no mapa similar ao que vimos no game que ele participou, mas com algumas ilusões, mostrando um pouco mais da personalidade de cada um, mesmo sendo gameplay bem parecido, o enredo que muda em cada uma delas, já podemos ter uma noção em como será a última, mas espero que tenha mais conteúdo em relação as duas primeiras.

Mesmo trazendo a mesma fórmula de ilusões, acredito que seria mais interessante se estes conteúdos se passassem em partes anteriores a história de cada um, tendo uma parte reduzida do mapa, mas sendo uma história para complementar tudo que conhecemos deles. Ao iniciar esta história de Pagan Min, você vai ver que é muito similar ao conteúdo anterior, desafios são parecidos também, a diferença fica no conteúdo que você recebe ao completá-lo. A fórmula roguelike está presente em Control também, se você gosta de desafios, vai se sentir em casa, ao meu ver este tipo de fórmula não combinou muito com o vilão de Far Cry 4, mas sim com o Vaas como na história anterior.

Mas uma coisa notamos durante a leitura dos diários e os diálogos durante o gameplay, Pagan Min tem uma história e personalidade bem diferente de Vaas, foi bem interessante conhecer mais a fundo o motivo de sua vaidade e tudo que aconteceu em sua vida para trazer todo aquele terror ao protagonista de Far Cry 4.

A DLC de Joseph Seed deverá seguir os mesmos passos, mas para ser sincero, estou bem curioso com o que vão contar de sua história, já que ele é um dos vilões com a mente mais “certa” do que os outros, seus propósitos não são egoístas como os que estamos acostumados, além que ele participou de boa parte da história do 5 e também do New Dawn, mas espero que tragam novidades em relação ao último conteúdo que será lançado em breve.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vale a pena?

Se você já adquiriu o season pass, jogue esta DLC para conhecer ainda mais de Pagan Min, além de trazer uma reformulação e um desafio muito bom no quesito, concluir as missões, mas não espere que vai levar muito tempo para isso, este conteúdo é curto e lembra bastante do primeiro, mas ainda assim, para os fãs da franquia Far Cry, vale a pena entrar de cabeça na história dos vilões mais icônicos da Ubisoft.

Nota: 6,5

 

 

COMENTÁRIOS

Loading Facebook Comments ...