10 MELHORES ABERTURAS de TODOS TEMPOS (séries)

Postado em
Atualizado em

Categoria: Series

Compartilhe:

Nada melhor do que se preparar para ver aquele série fantástica e se deparar com uma abertura ainda melhor – e principalmente: que você não consegue pular jamais – confira as 10 melhores aberturas de todos os tempos (séries).

Pensando nisso, aqui listaremos somente as melhores aberturas marcantes de séries consagradas e até menos conhecidas. Quem sabe, até mesmo você não pode se apaixonar por algo novo através de uma formosa introdução? Venha conosco!

10 – American Gods

A série baseada no livro homônimo de Neil Gaiman, retrata através de fotografia impecável a guerra entre os novos deuses e os deuses antigos, mostrado de forma bem única cada deus e seus poderes.

A abertura representa os deuses através de estátuas e totens, mas também mostra o lado sujo da humanidade, tudo brilhando em luzes neon como uma enorme propaganda.

 

09 – American Horror Story

Famosa por sempre abordar temas macabros, ‘American Horror Story’ é uma “antologia” que já está indo para sua nona temporada, em ‘1984’. A série dirigida por Ryan Murphy retrata temas polêmicos e controversos testando ao máximo o estômago do telespectador – de assassinatos em série em uma escola, asilos mal-assombrados ao fim dos tempos.

Com uma introdução que muda a cada temporada sempre contextual ao seu tema, temos uma tema oficial marcante, composto pelo designer de som Cesar Davila-Irizarry e pelo músico Charlie Clouser. Em Apocalypse é possível notar um compilado de várias imagens que fazem referência às temporadas passadas, dando aquele gostinho de continuidade, agora de certa forma oficializado deixando claro que sua antologia não é tão mais antológica assim.

 

08 – True Blood

Se passando em uma pequena cidade no estado de Louisiana, os vampiros que agora não precisam mais de sangue humano para se alimentar saíram de seus esconderijos para viver em sociedade. Porém não são bem vindos. E essa relação é retratada de uma forma bem depravada pela série.

Indicada ao Grammy, a abertura explora os temas abordados na série com um toque sobrenatural, com uma energia sexual e o fanatismo religioso típico de Louisiana. A música de abertura ‘Bad Things’ de Jace Everett faz um complemento perfeito para o tom devasso e místico presente.

 

07 – Doom Patrol

Derivada de ‘Titãs’, a recente série do universo DC aborda a Patrulha do Destino, um quadrinho não tão conhecido do universo, mas que conseguiu surpreender com roteiro original e uma comédia na medida certa.

Com um orçamento maior e efeitos especiais que superaram ‘Titãs’ não só pela qualidade técnica mas também sua originalidade, temos a receita do sucesso. Sua abertura traz um tom sentimental, que mostra um pouco de cada personagem, seus traumas e poderes de uma forma bem mórbida e triste. No entanto, na mesma intensidade extremamente harmoniosa e bem acabada.

 

06 – Game of Thrones

Esta não poderia ficar de fora jamais! A série que já ganhou sua última temporada, conquistou milhares de telespectadores com uma produção incrível, locações de tirar o fôlego e um elenco fenomenal.

Extremamente icônica na cultura POP, a abertura de ‘Game of Thrones’ é um exemplo no que diz respeito a continuidade – explico: a cada temporada, pequenos elementos são adicionados e removidos. A trilha sonora marcante foi produzida por Ramin Djawadi que já trabalhou em produções (e aberturas premiadas) como Homem de Ferro e Prison Break, e o diretor de arte Robert Feng. Este, contou que se inspirou nas criações de Leonardo Da Vinci, com engrenagens formando o mapa do mundo de Game of Thrones. Confira:

 

05 – Mad Men

Ganhadora de 15 prêmios Emmy e quatro Globos de Ouro, a série se passa na Nova York dos anos 60. O protagonista, Don Draper (Jon Hamm) é um publicitário que enfrenta dificuldades para se manter no topo da empresa, e não se perder nesse jogo de poder.  

Utilizando verdadeiras propagandas da época, a abertura da série é uma representação direta ao vazio sobre a identidade do protagonista,  caindo em meio às propagandas como se estivesse se perdendo. Porém, ao fim, ele aparece em pose de poder como se estivesse tudo bem. Ao som de “A Beautiful Mine”, de RJD2, a abertura foi inspirada no filme ‘Um Corpo que Cai’, de 1958, de Alfred Hitchcock.

 

04 – Penny Dreadful

Produzida por John Logan e Sam Mendes, Penny Dreadful é indispensável. Com três temporadas impecáveis e um elenco fenomenal composto por Eva Green, Timothy Dalton, Reeve Carney, John Hartnett entre outros, a série de terror e drama se passa na Londres vitoriana e traz diversos personagens e mitologias famosas da literatura como Dorian Gray, Dr. Frankenstein, Drácula, e até mesmo Van Helsing.

Exibindo criaturas peçonhentas como aranhas e baratas além de vários elementos recorrentes nas histórias, temos aqui uma abertura que captura a essência do seriado e fundamentalmente de seus personagens de forma única. O tom gótico e seus elementos estampam a tela enquanto a composição do polonês Abel Korzeniowski transpassa um tom clássico que se casa perfeitamente com a época retratada.

 

03 – Narcos

Com tantas aberturas marcantes no artigo, não poderíamos esquecer da produção Netflix que retrata a vida (com liberdades criativas) de um dos maiores narcotraficante do mundo. Pablo Escobar estampou duas das primeiras temporadas que marcaram os anos de 2015 e 2016 com polêmicas e muitas controvérsias. Com um elenco composto por gigantes como Wagner Moura interpretando El Patrón, além de Pedro Pascal e Boyd Holbrook – a série foi aclamada pela crítica, e sua abertura não poderia fazer mais jus ao material.

Composta por Rodrigo Amarante, “Tuyo” é a melodia que embala o opening recheado de menções ao submundo do crime, lavagem de dinheiro e transporte de drogas. Ao longo da abertura, notamos a tentativa dos americanos em rastrear Pablo, explosões em tons brancos simbolizando cocaína, droga mais vendida pelo narcotraficante, e um presente tom vintage.

 

02 – Vikings

Na era da Idade das Trevas, a série retrata a sociedade viking, os conflitos e crenças dos povos que marcaram a história com sua brutalidade. A ascensão de um rei e o toque do levemente sobrenatural que esperamos sobre uma atmosfera repleta de deuses nórdicos.

Rama Allen, responsável pela abertura de Vikings e True Blood, explica a escolha da música ‘If I Have a Heart’ de Fever Ray: “Nós precisamos transportar o espectador de sua realidade para a emoção do seriado, absorvendo ele em outro universo dentro de sua própria sala. É para enfatizar a morte e a solidão juntamente com o sobrenatural”. Podemos dizer que acertou em cheio, com as cenas de batalha, o tom escuro e a música primitiva e sensual.

 

01 – Westworld

Em um parque de diversão sem leis para adultos, as máquinas agem como humanos e até mesmo possuem um consciência com memórias, mas tudo começa a desandar quando os robôs começam a se voltar contra os humanos (quem imaginaria?). A premiada série da HBO, explora o velho oeste e como o homem age em um mundo sem regras por pura diversão.

Patrick Clair com a ajuda de Ramin Djawadi (em mais uma de suas aberturas), responsáveis pela abertura, fotografaram um piano automático em movimento e depois reconstruíram as imagens geradas por computador, criando assim, uma metáfora com uma forma primitiva de robô. A alta tecnologia do futuro capaz de criar máquinas tão semelhantes de uma forma tão linda, não teria como a abertura ser melhor. Uma verdadeira cena de concepção.

Gostou na nossa lista de melhores aberturas? Confira também Melhores Séries de Mistério na Netflix!

COMENTÁRIOS

Loading Facebook Comments ...
Very Traffic